PDA

View Full Version : A vitalidade da ópera no meio da selva - Teatro Amazonas



Luiz Gazzola (Almaviva)
July 31st, 2012, 11:37 PM
Meu filho retornou hoje de seu estágio na Floresta Amazônica (ele está estudando na faculdade Desenvolvimento Global e Urbano e estava lá com as Nações Unidas, trabalhando com refugiados do Haiti e da Colômbia). Então, sabendo como seu pai adora ópera, ele trouxe de presente um livro ilustrado sobre este surpreendente teatro no meio da selva amazônica, chamado Teatro Amazonas, na cidade de Manaus. O livro comemora os 15 anos do festival de ópera deles, desde 1997. Mal posso acreditar na profundidade e alcance das produções deles. Sempre falamos sobre a vitalidade e sobrevivência da ópera, em como motivar as platéias jovens, e então nessa localização remota eles têm um festival com essa diversidade incrivel de óperas, meu queixo caiu!

Para sua apreciação, vou listar o repertório desses 15 anos, e vocês ficarão tão supresos como eu fiquei. Começa devagar... mas com algumas grandes surpresas no seu desenrolar. Vou adicionar a letra M para assinalar as ocasiões nas quais a apresentação era moderna e visualmente impressionante, e a letra T para apresentações tradicionalistas.

Ópera

1997
La Traviata - Giuseppe Verdi - T
Carmen - George Bizet - T

1998
Tosca - Giacomo Puccini (http://www.amazon.com/Giacomo-Puccini/e/B000APW4MW) - T
The Merry Widow - Franz Lehár - T
Alma - Claudio Santoro - M

1999
Madama Butterfly - Giacomo Puccini (http://www.amazon.com/Giacomo-Puccini/e/B000APW4MW) - T
L'Elisir D'Amore - Gaetano Donizetti - T

2000
Il Guarany - Carlos Gomes - T
La Voix Humaine - Francis Poulenc - M
Le Nozze di Figaro - Wolfgang Amadeus Mozart - M

2001
La Bohème - Giacomo Puccini (http://www.amazon.com/Giacomo-Puccini/e/B000APW4MW) - M
Die Dreigroschenoper - Kurt Weill - M
Manon - Jules Massenet - T
Die Zauberflöte - Wolfgang Amadeus Mozart - M

2002
Die Walküre - Richard Wagner - M
Don Giovanni - Wolfgang Amadeus Mozart - M
Condor - Carlos Gomes - M

2003
Siegfried - Richard Wagner - M
La Cenerentola - Gioacchino Rossini - T
Pagliacci - Ruggero Leoncavallo - M

2004
Götterdämmerung - Richard Wagner - M
Die Zauberflöte - Wolfgang Amadeus Mozart (produção diferente daquela de 2002) - T
Norma - Vincenzo Bellini - M

2005
Das Rheingold - Richard Wagner - M
Die Walküre - Richard Wagner - M
Siegfried - Richard Wagner - M
Gotterdämerung - Richard Wagner - M
(Duas apresentações completas das quatro óperas, em duas semanas consecutivas)
Il Barbiere di (http://www.bergdorfgoodman.com/p/Acqua-di-Parma-Collezione-Barbiere-Razor-Brush-Men-s-Grooming/prod11710005/) Siviglia - Gioacchino Rossini - T

2006
Otello - Giuseppe Verdi - T
Otello - Gioacchino Rossini - M
Gianni Schicchi - Giacomo Puccini - T
Fosca - Carlos Gomes - T
La Gioconda - Amilcare Ponchielli - T

2007
Der Fliegende Holländer - Richard Wagner - M
Lady Macbeth of the Mtsensk District - Dmitri Shostakovich - M
Poranduba - Edmundo Vllani-Côrtes - M

2008
Ça Ira - Roger Waters - M
Ariadne auf Naxos - Richard Strauss - M
Hänsel und Gretel - Engelbert Humperdinck (http://www.amazon.com/Engelbert-Humperdinck/e/B000APA2IU) - M
Maria Golovin - Gian Carlo Menotti - M
Turandot - Giacomo Puccini - T

2009
Samson et Dalila - Camille Saint-Saëns - M
Carmen - George Bizet - T
Les Troyens - Hector Berlioz - M

2010
Yerma - Heitor Villa-Lobos - M
Guerras de Alecrim e Manjerona - Antonio Teixeira - T
Roméo et Juliette - Charles Gounod - M
Lo Schiavo - Antonio Carlos Gomes - T

2011
Suor Angelica - Giacomo Puccini - T
Dialogue des Carmélites - Francis Poulenc - T
Tristan und Isolde - Richard Wagner - M

------

Musicais

Boi de Pano - F. Cardoso, P. Marinho & D. Almeida - 2001 - T
Magdalena - Heitor Villa-Lobos - 2003 - T
Pierrot Lunaire - Arnold Schönberg - 2004 - M
A Lenda do Guaraná - Grupo Guaranaués & Comunidade Mauesense - 2004 - T

E vários concertos, incluindo o Requiem de Verdi.

-------

O livro foi publicado em 2011.
Em 2012, encontrei na Internet que eles tiveram:

Lulu - Berg
Tosca - Puccini
I Puritani - Bellini
Die Zauberflöte - Mozart

O sítio web deles é: http://www.amazonasfestivalopera.com/index.php

Mas quero dizer, é impressionante! Eu respeito uma compania de ópera que é capaz de por no palco o Anel inteiro, e Os Troianos, e eles também foram além do repertório tradicional, apresentando ópera contemporânea, e ópera de compositores brasileiros. Programação bastante corajorasa, no meio da selva! Algumas das fotografias das produções são tremendas, com cenários de grande impacto visual. Bravo, Teatro Amazonas! Não se deve esquecer que a casa de ópera deles é bonita:

http://www.andreas-praefcke.de/carthalia/world/images/br_manaus_amazonas_2.jpg

http://www.andreas-praefcke.de/carthalia/world/images/br_manaus_amazonas_8.jpg

http://www.andreas-praefcke.de/carthalia/world/images/br_manaus_amazonas.jpg

http://www.destination360.com/south-america/brazil/images/st/brazil-historic-theatre.jpg

http://www.picturesoftheplanet.com/cache/places/brazil-pictures/teatro-amazonas_950_watermark.jpg

Luiz Gazzola (Almaviva)
August 1st, 2012, 11:41 AM
História do teatro:

Administrado pelo Governo do Estado, através da Secretaria de Cultura, teve sua construção inicial em 1882, e foi inaugurado em 31 de dezembro de 1896, no auge do ciclo econômico da borracha, na administração do governador Fileto Pires Ferreira. É o principal patrimônio cultural arquitetônico do Amazonas. O Pano de Boca foi pintado por Crispim do Amaral e a decoração do Salão Nobre executada pelo italiano Domenico de Angelis. Tombado como patrimônio histórico em 28 de novembro de 1966, este prédio tem capacidade para 701 pessoas na platéia e nos andares de camarote. Após restauração realizada em 1990 pelo Governo do Estado, retomou seu apogeu com a realização do Festival Amazonas de Ópera e com a apresentação em seu palco de espetáculos clássicos e populares de dança, música e teatro de artistas locais, nacionais e internacionais. Promove visitas guiadas e teatralizadas para turistas e comunidades, com personagens de época revendo fatos importantes de sua história.

Dados do teatro:



Cúpula
É composta de 36 mil peças de escamas em cerâmica esmaltada e telhas vitrificadas, vindas da Alsácia. Foi adquirida na Casa Koch Frères, em Paris. A pintura ornamental é da autoria de Lourenço Machado. O colorido original, em verde, azul e amarelo é uma analogia à exuberância da bandeira brasileira.





Salão Nobre
Utilizado apenas para visitação
Capacidade: 200 pessoas






Sala de Espetáculos
Capacidade: 701 lugares
Distribuição de Lugares:


Platéia: 266 poltronas;
Frisa: 100 cadeiras distribuídas em 20 frisas;
1º pavimento: 110 cadeiras distribuídas em 20 camarotes;
2º Pavimento: 125 cadeiras distribuídas em 25 camarotes;
3º Pavimento: 100 cadeiras distribuídas em 20 camarotes.







Camarim Cenográfico
Inaugurado em 2004, na abertura do VIII Festival Amazonas de Ópera, este espaço fica instalado na ala de camarins e foi reconstituído similar aos encontrados no início do século passado, com as paredes forradas de tecido e vários objetos que usavam no final do século XIX, assim como os móveis que fazem parte desde a sua inauguração.






Palco
Boca de cena: 10,50m de largura x 6,40m de altura;
Profundidade: 11,97m;
Urdimento: 14,00m de altura;
Área útil total: 123,29m2.





Fosso da Orquestra
Altura: 2,30m;
Largura: 11,90m;
Comprimento: 7,20m.

Festat
August 2nd, 2012, 12:33 AM
Gente, mas o Anel inteiro numa temporada só! :o

Infelizmente quando estive lá a temporada já havia acabado, mas é um teatro maravilhoso.

Luiz Gazzola (Almaviva)
October 18th, 2012, 03:20 PM
O maestro Luiz Fernando Malheiro, diretor artístico do festival, prometeu uma entrevista para Opera Lively. Houve dificuldades de agendamento, mas eventualmente teremos aqui essa entrevista.

CountessAlmaviva
November 25th, 2013, 02:42 AM
Que legal. Meu filho já esteve lá.

Luiz Gazzola (Almaviva)
March 27th, 2016, 04:11 PM
Depois de vários anos, finalmente conseguimos entrevistar o maestro Luiz Fernando Malheiro, em pessoa, ontem no Theatro São Pedro, em São Paulo. O maestro nos descreveu em 45 minutos de bate papo, muita coisa sobre o Festival de Manaus, e sobre estado da ópera no Brasil. Falamos também por mais meia hora com o Paulo Esper, coordenador artístico do Theatro São Pedro e diretor da Cia. Ópera São Paulo. Aguardem as duas entrevistas, que em breve estarão publicadas no setor Brasil de Opera Lively. Para assessar o setor Brasil, vá à Home Page, veja o "widget" (um pequeno quadrado) no canto do alto à esquerda, clique em The Local Area, e em seguida em Brazil.

Luiz Gazzola (Almaviva)
April 8th, 2016, 12:21 AM
A entrevista com o maestro Malheiro foi publicada em inglês e em português.

Eis aqui o link em português (e dentro dela existe o link para a versão em inglês):

http://operalively.com/forums/content.php/1054-Entrevista-Exclusiva-de-Opera-Lively-com-o-maestro-Luiz-Fernando-Malheiro

O maestro falou abundantemente sobre a experiência de encenar O Anel do Nibelungo no Teatro Amazonas, e fez vários outros comentários interessantíssimos. Leitura obrigatória!